empresas

Palestra Gestão e Gerenciamento dos Resíduos da Indústria Moveleira

Palestra Gestão e Gerenciamento dos Resíduos da Indústria Moveleira 292 204 Ciclo Ambiental

No dia 21/07/2010 aconteceu no auditório da SINDIMOL (SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DA MADEIRA E DO MOBILIÁRIO DE LINHARES E REGIÃO NORTE) em Linhares às 18 h a palestra sobre Gestão e Gerenciamento dos Resíduos da Indústria Moveleira.

Colaboradores e Gerentes das indústrias moveleiras que lidam diretamente com resíduos perigosos formaram o público alvo desse evento.

A palestra teve como objetivo capacitar os participantes para o correto gerenciamento dos resíduos perigosos gerados pelas empresas moveleiras. Temas como, Legislação Ambiental Pertinente aos Resíduos Sólidos, Gestão e Gerenciamento de Resíduos, Impactos Ambientais Causados por Resíduos Gerados na Indústria Moveleira, Segregação, Acondicionamento, Tratamento e Disposição Final dos Resíduos, entre outros, foram assuntos abordados nesse encontro.

Para ministrar os temas da palestra, o evento contou com a participação de colaboradores da Ciclo Ambiental: o Especialista em Direito Ambiental, Elilton Manoel de Moura; das Analistas Ambientais, Milena Milleri Pinto e Ludmila Esteves de Oliveira Costalonga; Estagiária, Fabiana de Moura Baitella e do Técnico em Meio Ambiente, Bruno Henrique Bissoli.

A equipe da Ciclo Ambiental agradece a participação de todos, e enfatiza que sua contribuição é muito importante para a melhoria da qualidade ambiental das empresas.

Importância da Legislação Ambiental

Importância da Legislação Ambiental 150 150 Ciclo Ambiental

desenvolvimentoExiste uma preocupação crescente em conciliar um desenvolvimento adequado das empresas com questões relacionadas ao meio ambiente, de tal forma a promover condições ambientais básicas que não agridam a comunidade e o local onde tais empreendimentos serão instalados. Assim, os esforços feitos para promover a melhoria dos níveis de poluição, seja em termos do ar, água, solo, ruído, etc. tornam-se fundamentais. Os empreendedores, cada vez mais, devem ter consciência das necessidades locais e responder às suas prioridades e preocupações.

Assim o Licenciamento Ambiental constitui-se uma ferramenta de fundamental importância, pois permite ao empreendedor identificar os efeitos ambientais do seu negócio, e de que forma esses efeitos podem ser gerenciados. Com este instrumento busca-se garantir que as medidas preventivas e de controle adotadas nos empreendimentos sejam compatíveis com o desenvolvimento sustentável.

A Legislação Ambiental Brasileira é uma das mais avançadas do mundo. No plano da Constituição Federal, existe um capítulo inteiro dedicado ao meio ambiente, com regramento moderno e inovador da direito a propriedade, condicionado por vários princípios, entre os quais se inclui a proteção ao meio ambiente.

A partir da Lei 6.938 de 1981 que criou a Política Nacional de Meio Ambiente, se passou a ter uma preocupação maior com o meio ambiente. Com a Lei 9.605 de 1998, de Crimes Ambientais criou-se sanções penais e administrativas, determinando uma nova postura em relação ao meio ambiente.

Quando as penalidades não forem atendidas pelo poluidor, o mesmo será condenado a reparar e/ou indenizar o dano causado, podendo pagar uma multa de R$50,00 a R$50.000.000,00 dentre perdas ou suspensão de alguns direitos.